Mais dois acusados pelo assassinato da empresária Sônia Khaled vão a julgamento nesta terça-feira.

 
 
 
 
Irão a julgamento nesta terça-feira,10 , Tiago Vargas Motta e Bruno Silveira, acusados de participar do assassinato  da empresária Sônia Khaled, ocorrido em 6 de novembro de 2015. Segundo denúncia oferecida pelo Ministério Público, os dois homens receberam dinheiro marido de Sônia para assassiná-la, o comerciante Husen Kasem Khaled. 
No dia do crime, Tiago e Bruno, com ajuda de Husen, entraram na casa do casal, onde renderam a vítima e a levaram em seu carro, até a rua Coronel Tristão de Araújo Nóbrega, onde foi executada com tiros e golpes de faca. Em seu depoimento, Tiago, disse que o marido de Sônia foi o mandante da morte e que a ideia era simular um assalto, no qual o Husen também figurasse como vítima. O homem também confessou que no início o plano era apenas dar um susto na empresária, no entanto, momentos antes de o fato ser consumado, o comerciante pediu que a mulher fosse assassinada, onde Bruno se ofereceu para o trabalho.