Reunião com representantes da Caixa Econômica Federal trata da modernização administrativa da Prefeitura

Prefeito em exercício, Roque Feltrin, secretário Nilton Koltermann, contador Joicemar Tavares com representantes da CEF em São Borja.
 
 
 
 
 
Dando sequência ao processo de modernização administrativa da Prefeitura de São Borja, o prefeito em exercício, Roque Feltrin, reuniu-se na quinta-feira (22/08), com o gerente de Clientes e Negócios da Caixa Econômica Federal, Eduardo Reschke, o gerente de Pessoa Jurídica da Caixa, Fabiano Nascimento, o contador da Prefeitura, Joicemar Tavares, e o secretário municipal da Fazenda, Nilton koltermann, para discutir as possíveis formas de modernizar e fortalecer a gestão fiscal do município.
 
Atualmente o banco possui ações como o Programa Nacional de Apoio à Modernização Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros (PNAFM) que orienta e apoia os que precisam aprimorar sua gestão, ou o Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT), destinado a apoiar projetos de investimentos voltados à melhoria da eficiência, qualidade e transparência da gestão pública, visando a modernização da administração tributária e qualificação na utilização de dinheiro público.
 
Feltrin ressalta que “o assunto tem sido discutido nos últimos tempos e que um dos fatores que se
faz necessário adotar para uma nova administração pública é à substituição do modelo burocrático por um modelo mais gerencial, que surge como uma estratégia para reduzir custos e tornar a administração pública mais eficiente, eficaz e efetiva. Ele lembra também que tecnologias e instrumentos estão à disposição para ajudar os gestores a modernizarem sua administração”.
 
A modernização administrativa e a desburocratização são prioridades desde o início da atual gestão. Dessa forma a Prefeitura de São Borja vem adotando diversas ações como a simplificação do processo para liberar alvarás e reforma dos Códigos Sanitário e Tributário. Também foi feita a reforma da lei das micro e pequenas empresas, além da digitalização de documentos, medida que desafoga o espaço físico -já que é desnecessário guardar calhamaços de papel- e ainda gera custos menores e processos mais rápidos e práticos.
 
A ideia é a modernização do pagamento dos tributos municipais, acabando gradativamente com os carnês com o pagamento digital, a exemplo do que já é feito com os tributos estadual e federal. Num primeiro momento será iniciado o novo modelo com a eliminação dos carnês para o ISS Fixo e IPTU. Essa medida trará economia aos cofres públicos e mais comodidade ao contribuindo que poderá efetivar o pagamento através das lotéricas ou pela rede mundial de computadores, eliminando-se, por consequência, as filas no período de pagamento desses tributos.
 
O prefeito em exercício destaca que medias como essas servem para simplificar e desburocratizar a administração, tornando mais ágil o atendimento ao usuário melhorando a qualidade dos serviços ofertados à população.